sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

nano-contos - seis palavras:

resolvi rabiscar alguns também:


  • Atrasado. Chovia. Derrapou. Hospital. Acordou nascido.

  • Ajoelhado, rezava fervorosamente, às lagrimas. Nada.

  • Sete horas. Odeio acordar. Chega mais.

  • Só tenho olhos para você, Jocasta

  • Finalmente chegou minha encomenda. Huahahahaha. BOOM!

  • -Odeio parentes. -Coma só as batatas.

  • Abriu o guarda-chuva, nunca voltou.

  • Primeiro amor, depois ódio, enfim alívio.

  • Nasceu, cresceu, reproduziu, envelheceu, sapateou, dormiu.

3 intromissões:

Mauricio Mota disse...

Renato, incrível, forte. Poderoso. Valeu a leitura, e a releitura.

Fubu disse...

Fica parecendo aqueles outdores evangélicos non-sense da marginal:
"Grande caos. TV fere. Rei Jesus."

Ana disse...

Faz tempo que não passo aqui...

Interessante como sempre.

Happy New Year, hun!!

Kisses