sexta-feira, 30 de junho de 2006

Uma triste, pra compensar





















Aqui é no final da ilhazinha onde fica Notre Dame. É um memorial aos deportados da segunda guerra. E lá na frente do monumento, sentada, pequenina no banco, uma velhinha.

Fiquei curioso se ela vem sempre, e quem ela perdeu, e que histórias tristes ela teria, e qual o tamanho da solidão de alguém assim.

Mas não tive coragem de interromper esse momento.

Algumas coisas podem ficar apenas imaginadas. E as sombras parecem avançar sobre a pobre senhora...

1 intromissões:

kiko disse...

não quero te decepcionar, mas provavelmente ela nunca fez porra nenhuma, o máximo que perdeu foi um tíquete ontem, e tá pensando no almoço